Publicações

Mortes por doenças cardiovasculares aumentam 50% durante a pandemia

Receio de sair de casa, pausa no tratamento de doenças crônicas e a presença de fatores como estresse e tabagismo podem estar entre as principais causas, de acordo com cardiologista

Você sabia que durante a pandemia, aumentou o número de mortes por doenças cardiovasculares aqui no Brasil? É o que mostra um levantamento feito pela Sociedade Brasileira de Cardiologia (SBC). Um dos motivos deste crescimento é porque com a Covid-19, muitas pessoas estão com receio de ir ao hospital.

Entre março e maio de 2020, quando comparado ao mesmo período de 2019, houve um aumento de 49,9% no número de mortes por doenças cardiovasculares no país. Os estados que mais contabilizaram aumento foram o Amazonas (94%), Pernambuco (85%) e São Paulo (70%).

O medo de ir ao hospital em meio ao crescimento de casos de Covid-19 fez com que muitas pessoas interrompessem o tratamento de doenças crônicas.

Além disso, de acordo com o cardiologista Arthur Pipolo, existem outros fatores que também podem ter contribuído para estes dados. Como por exemplo, o aumento do consumo de cigarro, o estresse e a ansiedade em meio a pandemia.

Por se tratar de uma doença nova que ainda demanda de estudos e comprovações científicas, pouco se sabe da influência da Covid-19 ao coração. Entretanto, Arthur Pipolo explica que qualquer infecção ativa pode desencadear eventos trombo-embólicos, como o infarto e o AVC.

“A síndrome infecciosa do Covid-19 tem mostrado uma relação muito grande com casos de trombose arterial e venosa, além de inflamações diretas do músculo cardíaco, a chamada miocardite”, comenta o cardiologista.

Atenção especial às doenças cardiovasculares

Ainda que as pessoas estejam com medo, cuidar da saúde é prioridade! Portanto, alguns sintomas não podem ser menosprezados. É preciso ficar atento ao surgimento de possíveis doenças cardiovasculares.

“Os sintomas de urgência cardiológica normalmente se apresentam com dor torácica em aperto – irradiando para mandíbula ou braço esquerdo. Além de falta de ar intensa relacionada ao esforço físico”, explica o cardiologista.

Por isso, pacientes que fazem uso contínuo de medicamentos, devem seguir realizando suas consultas periódicas, alerta Arthur Pipolo.

“Não deixem de comparecer às suas consultas, use suas medicações regularmente e mantenha hábitos saudáveis de alimentação. Em caso de sintomas como dor torácica em aperto, procure o pronto atendimento mais próximo”, aconselha o especialista.

E se você precisar de algum tipo de exame de imagem, conte com o CRD Medicina Diagnóstica. Clique aqui para agendar.

Quer encontrar
um novo objetivo
em sua carreira?

CRD – Ensino e Pesquisa

Seja um profissional de sucesso.

Clínica especialista em exames diagnóstico por imagem. A qualidade faz parte do nosso DNA.

Contato

Localização

Av. Paranaíba, Nº 640, ST. Central, Goiânia – GO – Cep: 74020-010.

Funcionamento

24 horas

Todos os dias da semana, inclusive feriados.

CNPJ: 01.586.380/0001-50

Redes sociais